Atenção!
O item de notícias que você está visualizando está no formato antigo do site. Podem haver alguns problemas de representação em algumas versões de navegadores.

Fechar

20 fatos obscuros sobre tanques

Encerramos nossa série de listas com alguns dos fatos mais obscuros, pois saber mais sobre tanques nunca é demais.


1. A palavra "tanque"

Durante a Primeira Guerra Mundial, o "Comitê de Navios Terrestres" da Grã-Bretanha mudou seu título para manter seus novos veículos secretos e não tão óbvios. Eles usaram os nomes "water carriers" (transportadores de água) e "tanks" (tanques). É por isso que os tanques têm nomes de componentes tão "náuticos", como proa, escotilha e casco.

2. Manuais do usuário

Assim como os eletrônicos ou móveis suecos da atualidade, todo tanque Tiger a Panther vinha com um manual, com ilustrações cartunescas.

3. "In the Mood"

O nome do Sherman mais perigoso da Segunda Guerra Mundial.

4. É bom para andar

O estofado de couro artificial dos assentos dos Shermans russos servia para fazer botas excelentes se os tanques fossem deixados desprotegidos.

5. Nem fale em damasco

Damascos não são permitidos, sobre, perto, ao redor ou a menos uma milha de distância de tanques americanos. Até mesmo a palavra para a fruta, "apricrot", é proibida. É uma tradição que começou na Segunda Guerra Mundial, com os Amtracks dos Marines dos EUA.

6. Motores elétricos de partida

Embora esses motores fossem comuns em tanques já na Segunda Guerra Mundial, eram aparelhos de reserva em muitos tanques (como os alemães), ou eram usados se o motor já estivesse quente.

7. Sem ar condicionado!

Tanques modernos avançados como o Abrams não têm ar condicionado para a tripulação. (Embora o modelo mais recente tenha um "sistema de gerenciamento térmico" para manter os computadores resfriados no deserto.)

8. Hora da festa

Esses mesmos tanques modernos dão suporte a um tocador de MP3 para transmitir músicas (ou audiolivros) pelo sistema de interfone. 

9. Tape o nariz!

Quando as escotilhas de fuga foram removidas dos pisos dos tanques, os estojos de projéteis eram usados para os, hum, "dejetos". Depois, quando os estojos combustíveis entraram em cena, a tarefa foi direcionada para as embalagens de rações.

10. Turbinas

O primeiro tanque de produção a usar uma turbina foi o Strv-103. Em seguida, vieram o T-80 e o Abrams.

11. Tanques multinacionais

Os tanques modernos, de certa forma, são multinacionais: o Abrams tem um motor americano, um canhão principal alemão, blindagem britânica, metralhadoras belgas e um sistema de controle de disparo canadense; e os tripulantes portam pistolas italianas.

12. Recorde de alcance

A maior distância conhecida na qual um tanque destruiu outro foi de 5.300 m, atingida em 1991 por um Challenger 1 britânico disparando APFSDS contra um T-55.

13. Indo para a praia

Para lidar com problemas com o transporte e descarregamento de tanques em praias, os EUA construíram um prédio para desenvolver um navio especial de transporte chamado Landing Ship, Tank (LST) em Fort Knox, no Kentucky. Ele ainda existe, conhecido como "LST Building".

14. A soma de suas peças

Um M4A4 Sherman típico tem 4.537 peças: 1.269 fabricadas pela Chrysler e 3.268 por empreiteiras. Durante a guerra, a Chrysler encomendou 8.079 peças para as empreiteiras.

15. Pais dos tanques

O pai da unidade de tanques (Tank Corps) dos EUA é Samuel D. Rockenbach. O pai das forças blindadas nos EUA é Adna R. Chaffee Jr. O pai dos tanques em geral é Jean Baptiste Estienne. Não há nenhuma mãe conhecida. Exceto, é claro, o "Mother", o Mark I britânico.

16. Os doze 

Com uma tripulação de 12 pessoas, o Char 2C foi o maior tanque em operação já fabricado.

17. Thunderbolt

O tanque Abrams foi nomeado em homenagem ao então coronel Creighton Abrams. Mas que fique registrado que o nome do tanque dele era "Thunderbolt".

18. Parando o Maus!

O Maus foi o único tanque no qual sua produção foi completamente parada por uma campanha estratégica de bombas.

19. Suspensão do Hellcat

O homem responsável pela suspensão de barra de torção do M18 Hellcat, Robert Schilling da G.M. Research, serviu na frota de submarinos alemã na Primeira Guerra Mundial.

20. O fato menos conhecido de todos

Tanques podem ser jogados de uma altura gigantesca. Mas, ninguém garante que vai sobrar muita coisa.

Fechar